sábado, 27 de julho de 2013

Arara-de-fronte-castanha (Ara severa)

ZOOLOGIA - 142
CLASSE DAS AVES - 64
ORDEM PSITTACIFORMES - 11
FAMÍLIA PSITTACIDAE - 7
GÊNERO ARA - 3



ESPÉCIE: Arara-de-fronte-castanha (Ara severa) - Linnaeus, 1758 [LC].

              A Arara-de-fronte-castanha (Ara severus) Conhecida também por: 

> - Maracanã-guaçu (Ara severus), 

> - maracanã-açu (Ara severus), 

              É uma maracanã que ocorre do Panamá até a Bolívia e, no Brasil, da Amazônia à Bahia e ao Mato Grosso, em matas ciliares e buritizais. A espécie chega a medir até cinquenta centímetros de comprimento, possui fronte castanha, bico negro, face branca com fileiras de pequenas penas negras, encontro e inferior das asas, calções e cauda vermelhos.

Etimologia
              Em língua tupi, a palavra "maracanã" significa "semelhante a um chocalho". A presença de diversas aves desta espécie na cidade do Rio de Janeiro, vindas da Região Norte do Brasil, deram nome ao rio, ao bairro e ao estádio do Maracanã, todos localizados na capital do estado. "Maracanã-guaçu" é um nome tupi que significa "maracanã grande".

Descrição
              A Arara-de-fronte-castanha (Ara severus) é principalmente de cor verde com manchas de vermelho e azul nas asas. A cabeça tem uma mancha castanha logo acima do bico. O bico é preto e as manchas ao redor dos olhos são brancas com linhas de pequenas penas pretas. É a única das araras em miniatura, que tem linhas de penas nos remendos ao redor dos olhos.Na natureza a sua personalidade tipicamente gregário pode se tornar mais agressivo na puberdade dando-lhes o nome de Severo. Esta tendência pode ser controlada em cativeiro, mas a espécie requer um tratamento importante para fazer um animal de estimação manso. É de 45 a 50 centímetros de comprimento e pesa de 300 a 410 gramas.

Reprodução
              A Arara-de-fronte-castanha (Ara severus), constroem seu ninho em um buraco em uma árvore. Os ovos são brancos e há geralmente dois ou três em uma embreagem. A fêmea incuba os ovos por cerca de 28 dias, e os filhotes emplumam e abandonam o ninho cerca de 70 dias após a eclosão.

Fotos: 20.





















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não faça comentários anônimos ou de caráter ofensivo e desrespeitoso!
Obrigado!