terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Tuim-de-asa-azul (Forpus xanthopterygius)

ZOOLOGIA - 219
CLASSE DAS AVES - 115
ORDEM PSITTACIFORMES - 16
FAMÍLIA PSITTACIDAE - 12
GÊNERO FORPUS - 1



ESPÉCIE: Tuim-de-asa-azul (Forpus xanthopterygius) - Spix, 1824 [LC].

              Forpus é um Gênero de Aves da Família Psittacidae.

              O Tuim-de-asa-azul (Forpus xanthopterygius) é uma pequena ave encontrada em grande parte da América do Sul. Ele inclui a Tuim-de-asa-Turquesa (Forpus xanthopterygius spengeli), que, por vezes, é tratada como uma espécie separada. O Tuim-de-asa-azul é encontrado principalmente em terras baixas, mas localmente até 1200 metros, no sudeste do Brasil. Ocorre em floresta, matagal, cerrado e pastagens. Os bandos são geralmente com cerca de 20 aves, mas pode crescer para mais de 50 em torno das árvores frutíferas ou de semeadura gramíneas. Em geral, é comum e generalizada, embora mais localizadas na Bacia Amazônica.

Descrição 
              O Tuim-de-asa-azul é uma ave que mede aproximadamente 12 centímetros de comprimento, curta, principalmente de coloração verde, é uma ave com uma cauda afilada curta. Apresenta dimorfismo sexual, sendo os machos possuindo a cor azul nas penas primárias da asa, penas de abrigos, as remiges e garupa (azul nas asas muito reduzida em Forpus xanthopterygius spengeli). A face, penas do ouvido, coxas são de uma cor verde brilhante esmeralda. As fêmeas, que não tem a coloração azul de identificação, são facilmente confundidos com o Tuim-verde, mas há pouca sobreposição em suas distribuições. As subespécies varia principalmente na escuridão total e a quantidade de amarelo à plumagem.

Taxonomia
              Durante algum tempo, foi considerado coespecífico com o Tuim-verde (Forpus passerinus), mas hoje todas as autoridades reconheceram os dois como espécies separadas. Também é possível que a subespécie spengeli é melhor classificado como uma subespécie do Tuim-mexicano (Forpus cyanopygis), ou, mais provavelmente, uma espécie de conta própria, o Tuim-de-asa-turquesa (Forpus spengeli).

Nome
              Este é um caso raro em que o nome comum tem sido mais estável do que o binômio. Forpus xanthopterygius inicialmente referido duas espécies, uma das quais era uma espécie diferente, o Periquito Canary-alado. Consequentemente, o brasileiro ornitólogo Pinto descartou o nome de Forpus xanthopterygius para o Tuim-de-asa-azul em 1945, e, em vez aplicado o próximo nome mais antigo, Forpus crassirostris. Naquele mesmo ano, ele foi erroneamente escrito como Forpus crassirostris xanthopterygius e reverteu a Forpus xanthopterygius novamente. Em 1978, Pinto mencionou o erro em Novo Catálogo das Aves do Brasil e o nome foi mudado para Forpus crassirostris. No entanto, como foi apontado, em 1999, o nome original Forpus xanthopterygius permanece válida por ICZN regras, e, consequentemente, este nome foi re-aplicado ao Tuim-de-asa-azul. Para aumentar a confusão, o nome das subespécie também mudou: Forpus xanthopterygius xanthopterygius é a subespécie anteriormente listados como Forpus crassirostris vividus. 

Estas aves estão entre as primeiras que trouxeram de volta a Portugal, no século 16 por viajantes para o Brasil. Eles foram chamados de "toim" (plural, tois) pelos índios tupis.

Subespécies
              Existem seis subespécies (diferenças mencionadas são para machos adultos):
  • Forpus xanthopterygius xanthopterygius  (ex Forpus xanthopterygius vividus.): Na Argentina, Paraguai, E Brasil da Bahia sul Secondaries e abrigos azul mais escuro do que outras raças.
  • Forpus xanthopterygius flavissimus: E Brasil da Bahia ao norte. Frente de cara amarela.
  • Forpus xanthopterygius olallae: Perto Codajas e Itacoatiara, na margem norte do rio Amazonas, no Amazonas, no Brasil. Azul mais claro, abrigos primários sombreamento para violeta. Menor. Possivelmente melhor considerado um sinônimo júnior de Forpus xanthopterygius crassirostris.
  • Forpus xanthopterygius crassirostris: NE Peru, E Equador, SE Colômbia, NW Brasil. Comoolalle, mas underwing abrigos mais escuro, outro azul mais claro.
  • Forpus xanthopterygius flavescens: Peru centro-leste de E Bolívia. Cabeça e partes inferiores de um verde mais amarelo que nomear (embora rosto não tão amarelo quanto flavissimus). Azul pálido Rump, undertail mais azulada.
  • Forpus xanthopterygius spengeli: N. Colômbia. Azuis mais pálida do que nomear, turquesa com alguma violeta misturados em underwings. Remiges principalmente verde; única base é azul.

Galeria: 26.



























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não faça comentários anônimos ou de caráter ofensivo e desrespeitoso!
Obrigado!