quarta-feira, 31 de julho de 2013

Guará-vermelho (Eudocimus ruber)

ZOOLOGIA - 146
CLASSE DAS AVES - 66
ORDEM CICONIIFORMES - 1
FAMÍLIA THRESKIORNITHIDAE - 1
GÊNERO EUDOCIMUS - 1


ESPÉCIE: Guará-vermelho (Eudocimus ruber) - Linnaeus, 1758 [VU].


              O Guará-vermelho (Eudocimus ruber) é uma ave ciconiforme da família Threskiornithidae. Também é conhecida como Íbis-escarlate, Guará-vermelho, Guará-rubro e Guará-pitanga.

Etimologia
              "Guará" origina-se do termo tupi awa';rá, que significa "penas para enfeitar".

Características
              O Guará-vermelho está presente em Trinidad e Tobago (onde é a ave nacional), na Colômbia, na Venezuela, nas Guianas e no litoral do Brasil, onde ocorre em abundância no litoral do Amapá, em São Paulo, nos municípios de Cananeia, Iguapé, Cubatão e Guaratuba (cidade do litoral do Paraná em que seu nome é uma referência desta ave) e havendo grupos isolados, já relatados, em mangues do estado do Espírito Santo, mais especificamente em Guarapari.

              O Guará-vermelho mede cerca de cinquenta a sessenta centímetros. Possui bico fino, longo e levemente curvado para baixo. A plumagem é de um colorido vermelho muito forte, por causa de sua alimentação à base de um caranguejo que possui um pigmento que tinge as plumas. No cativeiro, com a mudança da alimentação, as plumas perdem a cor e ficam com um tom cor-de-rosa apagado.

              A reprodução é feita em colônias. O ninhos são feitos no alto das árvores à beira dos manguais e lamaçais litorâneos. A fêmea põe dois ou três ovos de cor cinza-oliváceo com manchas marrons. Os filhotes nascem marrons, mas ficam com o tom avermelhado-rubro por causa de sua alimentação, que inclui caranguejos.

Fotos: 23.

























terça-feira, 30 de julho de 2013

Gato-angorá (Felis domesticus catus)

ZOOLOGIA - 145
CLASSE DOS MAMÍFEROS - 31
ORDEM CARNÍVORA - 14
FAMÍLIA FELIDAE - 7
GÊNERO FELIS - 5


ESPÉCIE: Gato-doméstico (Felis domesticus catus)

RAÇA:  Gato-angorá-turco.

              O gato-angorá é uma raça de gato doméstico. É uma das raças mais antigas e naturais, tendo surgido na região de Ancara, na Turquia.

              Estes gatos são conhecidos na Europa desde o início do século XVII. Após o período Vitoriano, quase desapareceram. A raça de hoje trata-se de uma recriação artificial que trouxe grandes melhorias para a pelagem do animal, e também aumentou a variedade de cores. Nas histórias em quadrinhos da Turma da Mônica, Mingau, o gato de estimação da personagem Magali, é um típico da linhagem angorá.

Características
              O branco e o laranja com dois tons têm sido tradicionalmente a cor mais representativa dos Angorás turcos. Foi a única cor aceita no início. Porém, atualmente, todas as cores são aceitas com exceção daquelas que demonstram um eventual cruzamento com gatos siameses.

              Tamanho médio, olhos grandes, nariz nem tão grande. Há dois tipos diferentes de pelagem: a curta e a comprida.

Temperamento
              O gato-angorá é brincalhão, dócil e amistoso. É um gato bastante ativo durante a sua vida. Gostam de escalar para pontos altos a partir de onde observam os seus donos.Ele é muito apegado a o seu dono, o seu comportamento parece com o de um cão.São animais carinhosos e inteligentes, mas não é fácil conseguir um exemplar, uma vez que suas ninhadas são muito pequenas.

Fotos: 16.

















segunda-feira, 29 de julho de 2013

Pitta-de-asas-azuis (Pitta moluccensis)

ZOOLOGIA - 144
CLASSE DAS AVES - 65
ORDEM PASSERIFORMES - 9
FAMÍLIA PITTACIDAE - 1
GÊNERO PITTA - 1

ESPÉCIE: Pitta-de-asas-azuis (Pitta moluccensis) - Muller, 1776 [LC].

              O Pitta-de-asas-azuis (Pitta moluccensis) é um pássaro da ordem dos passeriforme que pertence a Família Pittidae, é nativa da Austrália e Sudeste da Ásia. Ele forma uma superspecies com outros três pittas e não tem subespécies.

Taxonomia
              O alemão naturalista Philipp Ludwig Müller Estácio descrita pela primeira vez o Pitta-de-asas-azuis em 1776. Ele forma uma superspecies com:
              Nomes comuns alternativos incluem: Lesser Blue-winged/Little Blue-winged/Moluccan Pitta breve à ailes bleues (em francês), Kleine Blauflügelpitta (em alemão), e Pita Aliazul (em espanhol).

Descrição 
              Medindo 18 a 20,5 Centímetros de comprimento, o Pitta-de-asas-azuis tem uma cabeça preta com uma cor amarelo-claro supercilium, queixo branco e ventre claro. Os ombros e manto são esverdeadas, as asas são azul brilhante, e a ventilação é avermelhada. O bico é preto, os olhos são castanhos e os pés-de-rosa pálido. Os juvenis tem plumagem padronizada semelhante, mas são mais maçantes. Assemelha-se a Pitta-mangrove, mas pode ser distinguido por sua conta mais curto. A chamada alta foi transcrito como taew-laew taew-laew

Distribuição e habitat
              É regularmente encontrado em Brunei, Camboja, China, Índia, Indonésia, LaosMalásia, Myanmar, a Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã. É vagabundo na Austrália, Ilha Christmas, Taiwan e Hong KongSeu Habitat natural é subtropical úmido e tropical de várzea florestas.

              É encontrado em uma variedade de habitats a uma altitude de 800 metros, incluindo florestas de folhosas, parques e jardins, e mangues, embora evita densa floresta tropical.

              A faixa é muito mais do sudeste da Ásia e na Indochina, a leste do centro de Myanmar através da Tailândia e na Malásia peninsular. É um visitante do inverno de Bornéu e Sumatra, e um vagabundo para as Filipinas e Java. É um raro vagabundo à costa noroeste da Austrália.

Comportamento
              Pitta-de-asas-azuis alimenta principalmente de vermes e insetos, que pode caçá-los no chão ou em um galho baixo ou poleiro, mas eles também comem caracóis de casca dura.

Fotos: 32.